domingo, 10 de agosto de 2008

a poesia de vinícius



No meio da agitada semana, pausa para um programa diferente: relançamento da obra de Vinícius de Moraes, no Sesc Pompéia. O auditório não lotou, talvez por não ter a presença de celebridades como Chico ou Caetano, como no evento do relançamento da obra de Jorge Amado, também da Companhia das Letras, em março último. Dessa vez, os convidados eram todos intelectuais - os poetas Antonio Cícero e Eucanaã Ferraz; o professor, escritor e músico José Miguel Wisnik e Antonio Carlos Secchin, poeta e crítico literário. E intelectual - pra usar uma expressão já antiga - "não dá Ibope".


Fomos poucos e sentimo-nos privilegiados. O encontro de pessoas tão interessantes e de tanto talento resultou numa aula fantástica sobre a obra e a pessoa de Vinícius. E como bônus, as
emocionantes leituras dos poemas.

Quando saímos, vimos que a noite era fria. Mas a poesia havia nos aquecido e dado um sentido maior àqueles momentos.


[No blogue de Antonio Cícero, o artigo sobre Vinícius, publicado na Folha de São Paulo, em 09/08, que você pode ler clicando aqui.]

2 comentários:

Anderson Lucarezi disse...

foi mesmo mto bom!
não tem como disponibilizar o q vc gravou pros leitores conferirem aqui?

Juliana Bratfisch disse...

Poxa, Myriam! Nem fiquei sabendo desse encontro maravilhoso! O Eucanãa e o Secchin falando sobre o Vinícius só pode dar certo mesmo.
Já pude notar (pelos comentários em aula e pelos posts aqui) que você gosta bastante da poesia do Vinícius. Quando eu souber de alguma coisa eu dou um toque ... e peço o mesmo a você. Conheço pouco, mas o pouco que conheço do Vinícius é intenso em mim.
Beijos.