segunda-feira, 15 de outubro de 2007

PIAF - a vida que daria um filme


Ela tinha apenas 1,47 de altura, um aspecto doentio e cabelos escassos. Mas sua voz tornou-a um mito: quando cantava, era como um facho de luz que atingia a todos, sem distinção.

Não tem como não nos emocionarmos: o filme é fantástico, a interpretação de Marion Cotillard é inacreditável, as músicas são lindas e nostálgicas; o clima noir e a construção narrativa - alternando tempos e espaços diferentes da vida trágica de Edith Piaf - são uma aula de cinema. Não foi por acaso que, depois da estréia, houve na França uma verdadeira febre Piaf, com reedições de todos os tipos, biografias e caixas com CDs da cantora.

O mais incrível é sentir, na voz tão cheia de emoções de Piaf, que as canções antigas se tornam presentes, vivas, mesmo 60 anos depois. Essa habilidade de transportar sentimentos através do tempo, é o que atesta o poder da música: toda vez que ouvimos uma grande canção, ou aquela que tem um significado especial para nós, somos transportados a outro mundo; sentimos conforto ou angústia, revivemos emoções esquecidas, saímos da rotina, lembramos de nossos sonhos.

Fazia tempo que eu não chorava assistindo a um filme. Quebrei minha série invicta de vários anos, ao vê-la cantando, na última cena, Non, je ne regrette rien - uma grande canção. Disfarçadamente, como muitos que demoraram a levantar de suas poltronas, fiquei lendo os créditos.

http://www.edithpiaf.com.br

6 comentários:

Diego disse...

Ahhh, Piaf...o pequeno pardal...que filme lindo né My...um dia muito gostoso
Me emocionei...senti no peito aquele apertinho
E essa atriz...deus...que trabalho incrivel!

Bjos

Fernando disse...

Ainda não pude ir assistir, mas já tinha visto o trailler e me arrepiei com ele. Sou fã dessa senhorinha há muito tempo. Ela é a mulher que amou como ninguém mais soube, e eu diria que ela talvez seja a melhor cantora do mundo por todo o sentimento que transmite pela voz. Vê-la cantando é sempre impressionante pra mim. =)

Edson Marques disse...

Myriam,


Adorável Piaf!

Vim aqui, te ler de novo.

Obrigado pelos comentários deixados no blog Mude.

Abraços, flores, estrelas..

Petê disse...

Quero muito ver... vai pra listinha.

Bejíssimos

Anderson Lucarezi disse...

hahahahahahahahahahahahahaha.

ler os créditos pra esperar as lágrimas secarem é genial. huahahahahahahuahua!

Renato Lacerda Ferreira disse...

Myriam, adorei seu blog!
Parabéns!

Adoro a Edith Piaf (embora só conheça uma meia dúzia de músicas dela). Meu sonho de francófono é fazer um R igual ao dela! hehe!

Preciso ver este filme!

Abraço!
Dr Frank O'Phone